segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Quanto menos (. . . ) '

Quanto mais tento fugir, mais me aproximo 

Quanto mais tento esquecer, mais me recordo 

Quanto mais tento não pensar, mais penso

Quanto mais tento não sentir, continua aquela 'cumplicidade'

Quanto mais tento dizer não a mim própria, mas depressa me aparece o sim 


Quanto mais tento tirar alguém da minha vida, mais permanece nela.


Será que se começar a fazer ao contrário, tudo se torna diferente?!
Só queria conseguir-me despir de certas coisas que quero, mas não deveria querer, de certas coisas que sinto e não queria sentir, de certos pensamentos, que não os queria ter.
Mas ao mesmo tempo, penso se continuaria a ser eu mesma?! 
logo eu, que tenho as emoções à flor da pele, em que o meu olhar me denuncia mais que qualquer palavra que possa dizer. 
Chego à conclusão que é o preço a pagar pelo facto de ser tão verdadeira '.
Mais confusa e mais complicada não me poderia sentir. É mau quando chegamos a um ponto da nossa vida que quanto mais tentamos nos perceber, menos percebemos. 
Quanto mais queremos seguir, mais paramos. 
Quanto mais nos queremos levantar, mais depressa voltamos a cair . . '


                                                                   
                                                                             'Aquela menina (. . . ) '



5 comentários:

  1. q lindo!
    adoreii...

    estes sentimentos realmente são complexos, e nos fazem dúvida permanente!

    grande bj,

    Mih_

    ResponderEliminar
  2. Sabes o que te digo? Deixa o tempo fazer o seu trabalho.. O tempo é o melhor medico para qualquer ferida que tenhamos, assim como também é o melhor psicólogo que possamos ter.. No dia em que te deixares levar ao sabor da vida, as respostas que precisas acabaram por aparecer. Não te tortures à procura delas.. Elas virão ter contigo das mais diversas formas..
    Deixa-te levar por aquilo que sentes que é certo, como sempre o fizeste e verás que quando deres por ti, tudo volta a fazer sentido, e já não terás mais perguntas sem resposta.. Quando deres por ti, estás a sorrir sem precisar de nenhuma razão para o fazer ;)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Adoro o seu jogo de palavras! Parabens

    ResponderEliminar
  4. Quando existe assim tanto sentimento e turbilhão de emoções o melhor é deixar simplesmente as coisas fluírem naturalmente, ninguém deixa de amar de um dia para o outro, por isso é natural todas essas sensações e quando menos deres por isso os teus pensamentos vão ser apenas recordações...boas recordações, porque no amor até o sofrer faz-nos no bem....só assim damos valor ao que temos

    Kiss Kiss

    ResponderEliminar